Aquele frio e neblina apanha-nos ao nascer e a gente morre com a alma cheia de roupa e talvez com a nostalgia de nunca termos mostrado a nossa alma a ninguém”, escreveu Alçada Baptista numa das suas crónicas do jornal ‘A capital’, já lá vão mais de 45 anos.

Sabemos que nunca damos a alma a conhecer na sua totalidade, porque ainda não sabemos de que tipo de totalidade ela é composta. Apenas sabemos que não há almas sozinhas: as almas fazem-se umas às outras. Mas que são pesadas, são, e gastamos a vida a tentar colocar a nossa no lugar a que pertence, desnuda, ali ao lado do coração, de onde vêm as coisas leves e suaves.

No casamento, como no resto da vida, nem tudo corre mal – e às vezes até corre bem! Mas mesmo este correr bem tem de ser leve, como a bailarina que se eleva no ar tocando a terra só com a ponta do pé.

Por estarmos conscientes de tudo disto, vimos propor-te um dia para a alma do teu matrimónio. Sim, desse matrimónio que talvez corra bem e em que se sabe gostarem um do outro. Mas não é leve – ou pelo menos tanto quanto o desejariam – e ainda não descobriram que coisas é preciso tirar para o tornar mais fresco e apetecível. E este é um dia para partir à descoberta!

 

Quando vai ser?

No dia 13 de Outubro de 2018. Começamos às 9h00 e terminamos às 20h00, com almoço e lanche incluídos.

Em 2019 já temos data guardada na Casa da Torre. Será a 19 de Outubro.

Outras datas e locais deverão ser anunciados em breve.

Onde será?

Na Casa da Torre, em Soutelo, Vila Verde.

 

Obs: Inscrições limitadas.

Informações e inscrições na Casa da Torre – Centro de Espiritualidade e Cultura – Soutelo – Telefone  253 310 400

http://casadatorre.org

Deixamos o desafio e pedimo-vos ainda para divulgar esta informação aos vossos amigos a quem querem bem.

 

A equipa do Matrimónio a Arte do Encontro,

Pe. Álvaro Balsas sj
Catarina e Pedro Portela
Graça e Luís Gonçalves
Olímpia e Mário Ferreira
Diana Portelinha e Miguel Pinheiro
Cláudia Gonçalves e Luís Violante

Anúncios